segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Trecho essencial de uma carta de Clarice Lispector

"Não pense que a pessoa tem tanta força assim a ponto de levar qualquer espécie de vida e continuar a mesma. Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso - nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro. Nem sei como lhe explicar minha alma. Mas o que eu queria dizer é que a gente é muito preciosa, e que é somente até um certo ponto que a gente pode desistir de si própria e se dar aos outros e às circunstâncias.
Depois que uma pessoa perder o respeito a si mesma e o respeito às suas próprias necessidades — depois disso fica-se um pouco um trapo."

Clarice Lispector (1947 Berna - Suiça /Carta à irmã)



_________________________________________________________
PARA LER A CARTA NA ÍNTEGRA, CLIQUE NO TÍTULO DA POSTAGEM!
Imperdível!
____________________________________________________________

Um comentário:

Marina disse...

Oi queridaaaa!
PARABENS pelo seu poema: Momento-Sempre. A formataçao é linda e voce um sol. Te peço para que envies seus e-mails para meu novo e-mail: marinaninasol@gmail.com
pois voce enviou para o outro e quase que nao entro, pois apenas estou entrando e quase que nao ví seu poema.Beijocas mil e tudo de bom e um lindo finde bem relaxado linda. Marina.